Terça-feira, 20 de Dezembro de 2005

Jingle Bell...

velas.jpg


 É Natal, é Natal...


 É? Para quem? Para quantos?? Bahhhhhhhhhhhh... O Natal é para os privilegiados...´ tal qual o Sol, também não nasce para todos, só para os que nascem de frente... Sim, os sentimentos nobres da Quadra!! Tamanha hipocrisia... A verdade é que o Natal é o dia mundial do consumismo, e não me venham com a história da paz na terra e boa vontade entre os homens, porque se fosse isso o natal, nem sequer era possível, mas mera utopia. O Natal são as prendas, os embrulhos, a árvore de Natal cuja origem ninguém percebe muito bem, O Pai Natal Coca Cola, e afins.Por isso, o Natal é só para alguns.Ou então para aqueles que, por esta altura, sepenhoram só para poderem dizer que tinham uma meia recheada de presentes, alguns inúteis, outros sem qualquer valor, só mesmo para encher...para fingirem que também têm direito a ter uma mesa como a que vêem nas revistas, porque nesta altura podem fazer de conta que são iguais, podem provar do mesmo prato, podem experimentar a mesma alegria...Merry Christmas! Não, não podem. O Natal paga-se, caro. Crise para cá crise para lá ao longo do ano...hoje, as lojas estão cheias.


 


A vela não celebra


Vela!


publicado por my lady of csejthe às 17:36
link do post | comentar | favorito
|
2 comentários:
De diamanda a 27 de Dezembro de 2005 às 03:19
Não deixas de ter toda a razão...mas a isso não chamo Natal, chamo VIDA, a que se leva todos os dias e que deve ser vivida como algumas(poucas) pessoas vivem o Natal...Dar um bocadinho de nós TODOS OS DIAS, reencontar quem não vimos ao virar da esquina, encontar um significado para a o dia-a-dia, achar a belza nas coisas simples,a isso chamos SER e VIVER....as podem chamar-lhe Natal!!
Só é pena que esse sentimento não seja constante, porque é só por isso que as pessoas sabem o que é o vazio.
De qualquer forma, é bom que ainda haja pureza em certas pessoas, como tu, e é bom que elas continuem a ver o Natal como tu o Vês, como devia ser visto...não só o Natal, mas toda a vida que se leva.O mundo seria um lugar melhor...


De ins a 26 de Dezembro de 2005 às 22:37
Aqui vai um comentário sincero. Acho igualmente clichet dizer que o natal é paz na terra como dizer que é a festa do consumo. Sejamos realistas.
É certo que há o costume de oferecer coisas e que muita gente perde a cabeça, mas também não é menos verdade que não é preciso ir a lojas por ser natal. Podemos dar algo pessoal a que atribuamos significado, dar um bocadinho de nós ou também, não dar nada. Mas não acredito que não gostes de oferecer,que nao haja alguém que gostes de reencontrar.
Natal é o que quisermos, cada um vive-o,ou não, à sua maneira. Mas acredita que pode ser reconfortante encontrar-lhe um significado, não nos sentimos tão vazios...
beijos, inês ;)


Comentar post

.mais sobre mim

.pesquisar

 

.Junho 2006

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3

4
5
6
7
8
9
10

11
12
13
14
15
16
17

18
19
20
21
22
23
24

25
26
27
28
29
30


.Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

.posts recentes

. Formas de suicidio

. ...

. 1 mês e 10 dias...

. Marlene Dietrich's favour...

. Mircalla

. ...

. ...

. a classic...

. ...

. Through darkened streets ...

.arquivos

. Junho 2006

. Dezembro 2005

. Novembro 2005

. Agosto 2005

SAPO Blogs

.subscrever feeds